Saiba como evitar ciberataques nas redes sociais

Isaque Costa

Entenda quais os riscos podem ser evitados ao adotar um comportamento seguro nos meios de comunicação

Hoje os celulares são pequenos computadores em nossas mãos e segundo o relatório divulgado pela Pew Research Center, o Brasil é o líder em uso de smartphones entre os países em desenvolvimento. Com a  grande quantidade de informações guardadas e trocadas nesses dispositivos, eles são cada vez mais alvos de ciberataques, roubos e extorsões. Por conta disso é indispensável ter muita atenção ao conteúdo enviado e recebido em aplicativos de mensagens. Veja quais são os principais cuidados ao utilizar as redes sociais e como garantir a segurança dos dados.  

Riscos que seu dispositivo pode estar sujeito

Ao instalar aplicativos de lojas não autorizadas, acessar sites suspeitos ou até mesmo expor dados sensíveis nas redes sociais o usuário pode dar a oportunidade para que outras pessoas consigam invadir seu aparelho. Desta forma ele pode ser vítima de cobranças indevidas, espionagem de atividades realizadas em tempo real, perda do controle do sistema operacional, além de ter a possibilidade de alguém se passar pelo proprietário para realizar golpes. É preciso estar atento para ter um uso seguro e consciente de smartphones.

Como se proteger de ciberataques

Não precisa entrar em desespero e abandonar o celular, basta ter alguns cuidados para que não precise se preocupar em ter suas informações vazadas. É fundamental manter um bloqueio de tela, seja com senhas contendo números e letras, reconhecimento facial ou biometria e em locais públicos é importante verificar se ninguém está espionando na hora do desbloqueio.

Não é recomendável emprestar o dispositivo móvel, mas caso seja preciso o ideal é ficar ao lado da pessoa, mesmo que seja um conhecido. Clicar em links suspeitos, abrir arquivos desconhecidos e guardar documentos pessoais ou que envolvam a empresa, não são atitudes indicadas para manter a segurança.

Outro fator primordial é a forma de se conectar à internet, como por exemplo, evitar a conexão em Wi-Fi grátis e jamais informar dados privados em redes que os solicitam para estabelecer contato. Utilizar a rede de navegação particular é a melhor opção, mas caso seja necessário o uso de um Wi-Fi compartilhado, tenha uma VPN ativada no aparelho para dificultar os ciberataques.

Cuidados nas redes sociais

Segundo a pesquisa, Digital in 2018: The Americas, divulgada no final de 2018 pelo Hootsuit e pelo We are Social, 62% dos cidadãos brasileiros são ativos nas redes sociais. Mais da metade da população do Brasil utiliza essas ferramentas de comunicação e por conta disso é necessário ter muita atenção aos arquivos enviados e recebidos em aplicativos de mensagens. Principalmente, porque são sites em que o acesso é livre e qualquer um pode ver o perfil publicado ali.

Para que uma navegação segura seja possível é aconselhável limitar o perfil particular para que apenas amigos vejam as publicações e é fundamental evitar de adicionar e interagir com pessoas desconhecidas.

Divulgar dados pessoais, seja de forma aberta ou em conversas privadas, ativar a localização, expor material sensível em fotos, como documentos bancários, códigos de barras, números de passagens aéreas e ingressos não são práticas seguras e precisam ser evitadas para garantir a defesa de conteúdos particulares e assim impedir ciberataques direcionados.

Segurança no meio corporativo

É preciso ter cuidado também com postagens em ambientes de trabalho, pois um simples post pode revelar informações essenciais para um cibercriminoso. Publicar arquivos como: fotos de crachás, telas de computador e documentos com nomes de áreas e cargos podem contribuir com golpes direcionados.

Procure desenvolver hábitos seguros na hora de postar em suas redes sociais e confira outros textos do nosso blog para se proteger ainda mais contra ciberataques.